Aumentar fonte:

RREO em Foco dos Estados e Distrito Federal traz dados comparativos até o segundo bimestre

O Tesouro Nacional publicou nesta terça-feira (26/06) o Relatório Resumido da Execução Orçamentária (RREO) em Foco dos Estados e Distrito Federal referente ao segundo bimestre do ano. Os dados foram declarados pelos próprios entes por meio do sistema Siconfi/Tesouro Nacional, e a extração dos números para a confecção do relatório ocorreu em 11 de junho.   

Inteiramente visual, o documento conta com 11 gráficos e duas tabelas que trazem dados sobre o crescimento das receitas e despesas correntes, o resultado orçamentário em relação à Receita Corrente Líquida, o resultado primário e a variação da dívida consolidada.

É possível ver, por exemplo, que apenas cinco Estados – Santa Catarina, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, São Paulo e Rio de Janeiro – possuem 80% ou mais de receitas próprias em relação à receita corrente total. Ou que as despesas com pessoal e encargos sociais respondem por 76% da receita total do Rio Grande do Sul.

A dívida consolidada chegou a crescer 13% em Sergipe, em comparação com o volume registrado em 31 de dezembro de 2017, enquanto as obrigações financeiras pendentes respondiam por 92% da receita total do Amapá. Distrito Federal e Goiás tiveram resultados primários correspondentes a apenas 2% de sua receita corrente líquida.